Portugal e Espanha reafirmam o seu compromisso com a Economia Social com novo Memorando de Cooperação

A Ministra espanhola do Trabalho e da Economia Social, Yolanda Díaz, e a sua homóloga portuguesa, a Ministra Ana Mendes, reafirmaram o seu compromisso com a Economia Social no passado dia 8 de Setembro em Coimbra, assinando um novo Memorando de Entendimento e Cooperação nesta área.

O Memorando é “um firme compromisso com o setor e o reconhecimento de um conjunto de princípios que permitirão a ambos os países estreitar as suas relações e gerar sinergias positivas para as empresas da Economia Social como um todo”.

O texto contém uma série de diretrizes destinadas a promover e desenvolver ações coordenadas para o fortalecimento da Economia Social, que se destina a ser um dos principais motores de transformação da sociedade.

Uma das linhas de ação é promover o intercâmbio de experiências sobre legislação e medidas no âmbito dos planos de recuperação e resiliência e do Plano de Ação para a Economia Social Europeia.

É uma proposta “que coloca as pessoas no centro, ainda mais no actual contexto de recuperação após a grave crise sanitária, social e económica da Covid-19”, afirmou Yolanda Díaz no quadro da Cimeira Ibérica de Economia Social.

Os dois Ministros do Trabalho concordaram também em desenvolver propostas conjuntas para promover a presença da Economia Social nas Cúpulas Ibero-Americanas e comprometeram-se a fazer da Cúpula Ibérica de Economia Social um evento permanente, realizando-a a cada dois anos.

Do evento participaram ainda a Diretora Geral de Trabalho Autônomo, Economia Social e RSE do governo espanhol, Maravillas Espín, o presidente da Economia Social Europa, Juan Antonio Pedreño, o presidente da CASES, Eduardo Graça, e os professores María José Vañó, Gemma Fajardo e Teresa Savall (IUDESCOOP e CIRIEC-Espanha), e Alvaro Garrido e Deolinda Meira (Universidade de Coimbra).

Durante a cimeira, estes professores apresentaram o papel desempenhado pelas universidades na formação do movimento cooperativo e da Economia Social, com modelos como a Universidade de Valência e a Universidade de Coimbra.

Defenderam também a promoção da educação da Economia Social em todos os níveis de ensino, para que os alunos sejam desde a infância imbuídos dos valores e princípios da cooperação, compartilhados por todos, e dos grandes benefícios de sua aplicação na vida cotidiana.

Para os governos espanhol e português, o destaque do âmbito académico na agenda da cimeira bilateral mostra também “a importância da formação para continuar o processo de dar maior visibilidade a este modelo económico diversificado e adaptado às pessoas”.

Os ministros valorizaram também os Colóquios Ibéricos de Economia Social, organizados periodicamente pelas secções espanhola e portuguesa do Centro de Estudos de Economia Pública e Social (CIRIEC) e que decorrem desde o início dos anos 2000.

(Fonte: Economia Social Europa)

About the Author

Marcelo de Andrade
Editor do Diário 560. Jornalista e Fotojornalista há 25 anos.

Be the first to comment on "Portugal e Espanha reafirmam o seu compromisso com a Economia Social com novo Memorando de Cooperação"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.