Unicef assinala Dia Universal dos Direitos da Criança com encontro de decisores políticos

Um encontro com decisores políticos para debater “A importância das Políticas Locais na concretização dos Direitos Universais” assinala o Dia Universal dos Direitos da Criança, a 20 de Novembro, é o que pretende a UNICEF Portugal.

Trata-se de um encontro online, na tarde deste dia 17, com presenças de Carlos Soares Miguel, Secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do Território, Bruno Aragão, membro da Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, e ainda Luísa Salgueiro, presidente da Associação Nacional de Municípios.

O evento, que ao fecho desta edição já se encontrava com inscrições encerradas, conta ainda com uma mesa redonda sobre direitos das crianças ao nível local com Sónia Almeida, coordenadora da Garantia para a Infância, Ana Margarida Silva, do Comissariado dos Açores para a Infância e Ernesto Gasco, do Alto Comissariado espanhol para a Luta contra a Pobreza Infantil.

Este diálogo entre líderes políticos, encerrado pela ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social Ana Mendes Godinho, sobre a importância de construir uma cultura governativa assente nos Direitos da Criança, pretende refletir sobre um modelo organizacional adaptado à realidade e aos desafios emergentes.

O Dia Universal dos Direitos da Criança refere-se à Convenção Sobre os Direitos da Criança. A Unicef Portugal relembra que “as alterações climáticas, educação, saúde mental, racismo e discriminação, são problemáticas que crianças e jovens debatem e fazem-se ouvir.” Estas questões afetam a sua geração e por isso, muitos lutam diariamente para criar um futuro melhor.​”

About the Author

Marcelo de Andrade
Editor do Diário 560. Jornalista e Fotojornalista há 35 anos.

Be the first to comment on "Unicef assinala Dia Universal dos Direitos da Criança com encontro de decisores políticos"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.