Viseu lidera projeto europeu de inclusão social da mulher através da educação

O projeto CECIL (Educação em Economia Circular para a Inclusão Social das Mulheres, na sigla em inglês), vai ser liderado pela Biosphere Portugal a partir de Viseu. O programa, que irá decorrer ao longo de 24 meses, conta com uma parceria entre Portugal, Itália, Grécia e Suécia.

Este programa conta com o apoio da União Europeia, em cerca de 295 mil euros, que serão distribuídos pelas seis entidades dos quatro países parceiros. Para Patrícia Araújo, CEO da Biosphere Portugal, este projeto é “desafiante pela problemática que aborda e inovador pela metodologia”.

Os dados revelam que a primeira vaga da pandemia Covid-19 teve um maior impacto para as mulheres no mercado de trabalho, de acoardo com o Relatório sobre a Igualdade de Género na UE de 2021, sendo este um ponto principal do projeto.

Foram identificados dois públicos-alvo, mulheres em risco de exclusão, com idades entre os 35 e os 45 anos e/ou que não concluíram os seus estudos. O segundo, os educadores que trabalham com este público e que necessitam de adquirir novas competências e metodologias para lhes fornecer conhecimentos sobre economia circular, artesanato e artes plásticas como instrumentos de inclusão social e empregabilidade.

A primeira sessão realizou-se a 27 de janeiro e contou com os diversos parceiros que fazem parte do projeto, entre eles a Biosphere Portugal; Youth Europe Service; a ONG Mine Vaganti; AidLearn, Consultoria em Recursos Humanos e Center for Education and Inovation. (Fonte: Jornal do Centro; Rua Direita; Mine Vaganti NGO)

About the Author

Ines Soares
Aluna de Ciências da Comunicação na Universidade Fernando Pessoa.