Rede de cidades representa Portugal como Capital Europeia da Economia Social 2021

Braga, Cascais, Coimbra, Sintra e Torres Vedras são as cidades que constituem o modelo escolhido para representar o estatuto de Capital Europeia da Economia Social em 2021.

Estas cidades estão desenvolvendo um programa de iniciativas próprias, ou em parceria com a CASES (Cooperativa António Sérgio para a Economia Social), projetando-se no futuro o seu alargamento e progressiva estruturação.

Compete a Portugal em 2021 indicar a Capital Europeia da Economia Social, inserida no âmbito da Presidência portuguesa do Comité de Monitorização da Declaração do Luxemburgo que integra até ao presente 19 países da UE.

Este modelo foi delineado após um processo de consultas, lançado pela Cooperativa António Sérgio para a Economia Social (CASES), por delegação da Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho.

Assim as Câmaras Municipais de Braga, Cascais, Coimbra, Sintra, Torres Vedras, a que se associa a CASES, formalizam a Rede de Cidades Portuguesas – Capital Europeia da Economia Social 2021, através da assinatura pelos seus Presidentes da uma Carta de Compromisso.

Essa formalização realizou-se em 29 março, durante a Conferência “O papel da Economia Social na criação de emprego e na implementação do Pilar Europeu dos Direitos Sociais” no âmbito da PPUE – no Palácio Nacional de Queluz, Sintra. (Fonte: Cases)

About the Author

Marcelo de Andrade
Editor do Diário 560. Jornalista e Fotojornalista há 25 anos.