Presidente da República de São Tomé e Príncipe prorroga Estado de Emergência até 31 de Maio

O Presidente santomense, Evaristo Carvalho, prorrogou pela quarta vez consecutiva, por mais 15 dias, o Estado de Emergência Nacional Sanitária, em vigor desde 17 de Março.

Esta quarta prorrogação, que se estenderá até 31 de maio, vem expressa num decreto presidencial tornado público na noite de sexta-feira no final de um encontro presidido pelo Chefe de Estado santomense, com a participação de membros do governo, o Procurador-Geral da República e altos responsáveis e profissionais do sector da saúde.

O Presidente da República justifica que “nesta data” o quadro epidemiológico do país “é catalogado como grave, com tendência de um número crescente de casos confirmados e de óbitos por Covid-19”.

De acordo com últimos dados sobre a evolução da doença, São Tomé e Príncipe regista 7 óbitos, de um total de 240 casos positivos do coronavírus, dos quais 218 estão em isolamento domiciliar, 11 em internamento hospitalar e quatro recuperados .

Os últimos dados fazem ainda referência a 13 pacientes suspeitos no SR (sintomático respiratório) e 41 pessoas na quarentena na Região Autónoma do Príncipe.

Reforços médico-hospitalares

Há pouco menos de 48 horas, o país recebeu cerca de 20 toneladas de material médico-hospitalar para combater a propagação da Covid-19.

Um laboratório PCR e 10 ventiladores foram doados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), enquanto Portugal enviou uma equipa de profissionais do INEM para apoiar as autoridades sanitárias na recuperação dos infectados. (Fonte: STP News, com texto de Ricardo Neto e foto de Lourenço da Silva)

About the Author

Diário 560
Jornal online especializado em Economia Social