Praça das Cooperativas nasce para aproximar produtores e consumidores sob o selo de origem cooperativa

O mês de Agosto está a chegar ao fim com a criação de uma nova União de Cooperativas, a partir do Norte de Portugal, a Praça das Cooperativas UCRL.

Inicialmente, trata-se de um espaço de procura, venda e partilha de produtos bens e serviços e experiências de várias origens, com lojas e vendas on line, mas sempre com o selo Cooperativo.

Reunião de fundação da Praça das Cooperativa

Segundo Paulo Jorge Teixeira, da Cooperativa do Povo Portuense, e um dos fundadores, a Praça das Cooperativas pretende assumir “um espaço de intervenção no mercado, e na alteração de regras existentes na distribuição aproximando produtores a consumidores”.

A Praça das Cooperativas será uma “casa comum” de algumas marcas novas e a criar, de “produtos que todos conhecemos e outros que vamos amar conhecer, sempre com denominação de origem Cooperativa”, afirma Paulo Jorge.

No acto de constituição estiveram: Cooperativa Agrícola de Penela da Beira, Cooperativa Agrícola de Lamego, Cooperativa Agrícola do Távora, Atlas Cooperativa Cultural, Escola das Virtudes – Cooperativa de Ensino Polivalente e Artístico, Cooperativa de Solidariedade Social do Povo Portuense, Cooperativa de Solidariedade Social Múltipla Escolha e UniNorte.

Abertos a novas adesões, a Praça das Cooperativas pretende crescer, “criando uma rede de espaços de vendas com a nossa força. Serem produzidas por entidades que sempre tomaram em mãos a resolução dos problemas que sentiam, que exigiam e que não queriam deixar de resolver”, conclui Paulo Jorge.

About the Author

Marcelo de Andrade
Editor do Diário 560. Jornalista e Fotojornalista há 25 anos.