Portugal vai investir em Centro de Formação para a Economia Social

Portugal vai ter um centro de formação para a Economia Social. É o primeiro país da União Europeia a ter um centro deste tipo, que está enquadrado no Plano de Ação Europeu para a Economia Social.

“Acredito muito na Economia Social, em que o valor das pessoas está em primeiro lugar”, afirmou Ana Mendes Godinho, Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, durante a assinatura do Acordo de Formação Profissional e Qualificação da Economia Social.

O Centro de Formação para a Economia Social irá ficar instalado na Guarda e será gerido numa parceria entre o IEFP, a Cooperativa António Sérgio para a Economia Social (CASES) e o Centro de Estudos Ibéricos da Guarda.

Este centro de competências da Economia Social é um dos cinco centros que foram protocolados em Lisboa, no âmbito do Programa de Recuperação e Resiliência (PRR), com um investimento previsto de cerca de 60 milhões de euros.

A assinatura do documento foi oficializada na manhã desta terça-feira 11, em Lisboa, onde a ministra terá ainda destacado o “papel determinante da Economia Social na resposta à pandemia” e os investimentos previstos no Plano de Recuperação e Resiliência e no Programa PT2030.

Dois destes centros vão ter gestão direta do IEFP, em Lousada e Odivelas. Os outros três serão centros de formação protocolados com parceiros em áreas de competências específicas e consideradas prioritárias: Economia Social (Guarda), transição digital e transição verde.

“Ganhámos todos uma legitimidade acrescida para investir socialmente nas fragilidades que temos e acelerar o investimento social para responder aos enorme desafios que temos como País. A Economia Social é a nossa área de intervenção na sociedade em que o capital são as pessoas”, afirmou a ministra.

“A Economia Social emprega mais de 6% das pessoas em Portugal e representa mais de 3% do VAB da economia portuguesa. Estamos aqui a falar de uma transversalidade que é um motor determinante nesta recuperação e no que deve ser o momento de viragem do ponto de vista de mobilização social para construirmos uma nova ordem para o bem”, disse ainda.

About the Author

Marcelo de Andrade
Editor do Diário 560. Jornalista e Fotojornalista há 25 anos.

Be the first to comment on "Portugal vai investir em Centro de Formação para a Economia Social"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.