Mar Revolto

Texto de Carina Alentado e foto de António VelosoNesta imensidão de vai e vem, que se estende pela areia das costas inabitadas, vejo-te com saudade….






Abstenho-me de tua boca

Por Célia Moura Abstenho-me de tua bocaDo teu sexo em esplendorOnde já fui tela de pintor. Soltei pendentes, saboreei teu sangue entre os dentesSó para…