OIM no terreno: protegendo os deslocados em tempos de COVID-19

117/5000 Os locais de deslocamento no Iêmen continuam vendo um número crescente de pessoas buscando refúgio contra a violência. (Foto: Olivia Headon/OIM)

Os refugiados e pessoas deslocadas que vivem em campos estão entre as comunidades mais vulneráveis do mundo e têm maior probabilidade de contrair o COVID-19 do que outras, segundo a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

426/5000As ordens de distanciamento e isolamento sociais impostas para manter o vírus à distância, inevitavelmente representam desafios para as pessoas que vivem em assentamentos formais e informais apertados.

Sua situação se torna mais perigosa pelo acesso insuficiente à saúde, alimentos e água potável.

Leia aqui como a OIM está mudando a maneira como funciona para garantir que os refugiados e os deslocados sejam protegidos, tanto quanto possível, contra a infecção pelo novo coronavírus. (Fonte: UN News)

About the Author

Diário 560
Jornal online especializado em Economia Social