Missão de Observação da CPLP confiante no pleito eleitoral em Angola

O chefe da Missão de Observação Eleitoral da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (MOE da CPLP) às Eleições Gerais em Angola, o ex-Presidente da República de Cabo Verde, Carlos Fonseca, mostrou-se confiante na realização das eleições, e prevê um ambiente normal, acentuado de uma disputa política, democrática e entusiasmante.

Carlos Fonseca, em declarações à imprensa, no final de um encontro com o presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos, afirmou que o ambiente que se vive no país é um indicador de que o pleito vai acontecer de forma pacífica e ordeira.

“Estou em Angola há alguns dias, e, pelo que tenho observado, o ambiente, de forma geral, é de entusiasmo, festa, disputa e de concorrência democrática”, referiu aos jornalistas. José Carlos Fonseca avançou que a missão assistiu alguns comícios e manteve encontros com várias forças políticas concorrentes e com a Comissão Nacional Eleitoral (CNE).

“Todos estes elementos fornecem dados […] muito importante para Angola, tendo em conta o percurso de consolidação da Democracia e o aprimoramento do Estado de Direito”, enfatizou Carlos Fonseca, e acrescentou que a Missão de Observação Eleitoral da CPLP quer contribuir de uma forma “consentânea com os limites das competências das missões de observação eleitoral e para que o processo decorra com tranquilidade, normalidade e que os resultados representem a vontade do povo”.

Cerca de 14 milhões de cidadãos estão aptos a votar nesta quarta-feira 24 de Agosto, e mais 7.600 mil angolanos registados, a viver em Portugal.

(Fonte: Jornal d’Angola)

About the Author

Diário 560
Jornal online especializado em Economia Social

Be the first to comment on "Missão de Observação da CPLP confiante no pleito eleitoral em Angola"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.