Encontro Nacional do Movimento “Solidários: Trabalhadores Atacados Não Podem Ficar Isolados!”

Por iniciativa do movimento “Solidários: Trabalhadores Atacados Não Podem Ficar Isolados!”, uma centena de dirigentes e activistas sindicais de numerosos sindicatos filiados numa das centrais ou independentes reuniram-se no dia 23 de Outubro de 2021, em Lisboa.

Presentes, na Fábrica de Braço de Prata, estiveram membros do Conselho Nacional da CGTP, dirigentes do SITEMA, STASA, STOP, STPT, SNTCT, entre outros, membros de comissões de trabalhadores, nomeadamente da Groundforce, Santander, SIMAR, CTT, RTP, de outras ORTs e associações, bem como trabalhadores e jovens.

O objectivo foi discutir em conjunto a calamitosa degradação da situação da classe trabalhadora em Portugal e as medidas a tomar urgentemente pelo movimento dos trabalhadores e sindical para lhe pôr termo.

Após discussão viva, em que, entre as 10h e as 19h, usaram da palavra cerca de cinquenta participantes e numerosos oradores convidados, nomeadamente Raquel Varela, da Universidade Nova, M. Carlos Silva e Fernando Bessa, da Universidade do Minho, Duarte Rolo, da Universidade de Paris, a advogada Rita Garcia Pereira, a investigadora do CES Isabel Roque, o investigador Roberto della Santa e o advogado do trabalho António Garcia Pereira, adoptaram-se o seguinte manifesto e a seguinte resolução, que se comunicam à imprensa para conhecimento e publicação.

About the Author

Marcelo de Andrade
Editor do Diário 560. Jornalista e Fotojornalista há 25 anos.

Be the first to comment on "Encontro Nacional do Movimento “Solidários: Trabalhadores Atacados Não Podem Ficar Isolados!”"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.