Editorial: Primeiras impressões da próxima legislatura e o protofascismo

O Partido Socialista conseguiu três objectivos: 1 – Ganhar as eleições; 2 – Reduzir os grupos parlamentares do Bloco de Esquerda e da CDU; 3 – Abrir espaço ao crescimento do Chega.

A maioria foi possível através da bipolarização PS vs. PSD. A possibilidade do PSD vencer levou ao voto útil dos eleitores no PS.

Para a próxima, o “papão” pode ser o Chega. Ainda havemos de assistir a eleitores do PSD a votar no PS para travar o Ventura?

O Ventura tem de ser combatido. As suas ideias aproximam-se do protofascismo. A melhor forma de se chegar ao fascismo é usando a Democracia, ensina-nos a História. Será que o PS sabe disso?

Manuel Solla é Director de Redacção do Diário 560

1 Comment on "Editorial: Primeiras impressões da próxima legislatura e o protofascismo"

  1. PS sabe, mas não sabe que sabe. PS finge que sabe, mas assobia para o lado. PS criou no País um conjunto de descontentes, que agora montam o cavalo errado. O PS é (sempre foi e sempre será) o partido do compromisso. O problema é que o compromisso é sempre com o lado errado…

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.