Espaço Poesia


Grilo

Décimo mês, Outubro, ameno, quarta-feira, dia vinte e seis, de dois mil e dezasseis, nove menos dez, Vila Nova de Gaia, soa Lambreta, do sublime,…


Mia,u,!

Gato, insistem em dizer-me, reiteradamente, que a, elevada, curiosidade te matou e eu, teimosa, descreio, é impossível, continuo, ainda assim, a duvidar, ou melhor, a…


nasce, s, te, me

nasce, s, te, me, a vinte de setembro de mil novecentos e cinquenta e nove, a um domingo, à tarde, em Gemunde, na casa dos…


Mãe

Vou ali à aldeia cimeira comprar um pedaço de ventoPara o jantar e um sopro de luar para a ceia,Beberei licor de rosmaninho e mel…


Ossos do Ofício

Porque tenho, imensas, saudades dos meus alunos, porque as crianças, me, nos, oxigenam, porque setembro nos remete para a escola, porque a aprendizagem não (re)começa,…


Convite Sinérgico

Existe em mim uma coleção no campo eletromagnético incompatível com a minha natureza.Alguma coisa em nível de memória que adquiri no ambiente, mas também uma…


Canção Póstuma

Tudo que eu sei é que eu ainda estou aqui.Meus ossos enterrados junto às raízes profundas do patriarcado.Uma tumba onde sussurro através da umidade que…