Articles by Diário 560




Abstenho-me de tua boca

Por Célia Moura Abstenho-me de tua bocaDo teu sexo em esplendorOnde já fui tela de pintor. Soltei pendentes, saboreei teu sangue entre os dentesSó para…


Cansei do mel!

Por Célia Moura Isso, devagar tão suave como a pluma que tragoNo feitiço dos teus olhosEstremece-me as coxas de desejo. Leva-me até às margens da…






Son,h,o,s,

Como cliente, extremamente orgulhosa, de uma mega, conceituada, icónica, bonita, democrática, prática, estratega, cadeia sueca, sediada, ainda hoje, na pequena vila de Älmhult, com oito…