Última hora

Câmara do Porto inaugurou busto de Pires Veloso

A Câmara do Porto prestou, segunda-feira, uma homenagem ao general Pires Veloso, um dos protagonistas do 25 de Novembro de 1975 que ficou conhecido como “vice-rei do Norte”, inaugurando um busto do militar na praça da República. Da autoria do escultor Rogério Azevedo, o busto é “uma homenagem à liberdade”, afirmou o filho do general na cerimónia. Também presente no local, o ministro da Defesa, José Pedro Aguiar Branco, afirmou aos jornalistas que esta homenagem “vai ao encontro de um grande general que teve um papel muito importante na democracia”. O ministro considerou que os valores defendidos pelo general devem ser retomados “na atividade cívica [como] na política”. Nascido em Gouveia, em 1926, Pires Veloso morreu aos 88 anos, em agosto do ano passado, no polo do Porto do Hospital das Forças Armada. Enquanto governador militar do Norte, Pires Veloso foi um dos principais intervenientes no contragolpe militar do 25 de novembro, que pôs fim ao “Verão Quente” de 1975. Em 1980 candidatou-se à Presidência da República como independente, eleições nas quais foi reeleito Ramalho Eanes. Em 2006, no dia 25 de Abril, foi agraciado com a Medalha Municipal de Mérito pela Câmara do Porto, à data presidida pelo social-democrata Rui Rio, pelo seu “desempenho militar” e “papel fundamental na consolidação da democracia nacional durante o período em que comandou a Região Militar do Norte”. A 25 de novembro de 2008 Pires Veloso lançou um livro de memórias – “Vice-rei do Norte, memórias e Revelações” – escrito “sem papas na língua e olhos nos olhos”. Em entrevista à Lusa em novembro de 2002, o general disse haver “um paralelismo entre a situação atual e o verão quente de 75, que terminou no 25 de novembro”. “Agora, desenrola-se uma luta, que envolve de um lado um povo trabalhador, sacrificado, paciente, orgulhoso de ser português, e do outro um conjunto de governantes rodeados de pessoas dos partidos políticos e outras cujo comportamento nos leva a admitir que existe um conluio nebuloso entre eles, esquecendo por completo os ideais de Abril”, disse na ocasião. Na praça da República existem também as esculturas “República”, de Bruno Marques, “Baco”, de Teixeira Lopes e “Padre Américo”, de Henrique Moreira.

Faça o primeiro comentário a "Câmara do Porto inaugurou busto de Pires Veloso"

Comentar